O que fazer em Praga em 3 dias – 46 atrações imperdíveis (com mapa)

O que fazer em Praga em 3 dias

Descubra o que fazer em Praga em 3 dias! Organizei para este roteiro a cidade por trechos, para dar ideias do que fazer a pé e também em ônibus durante 3 ou 4 dias. A lista contém 36 atrações imperdíveis em Praga. Bora lá?

O que fazer em Praga em 3 dias:

Praga é a encantadora capital da República Tcheca, banhada pelo rio Vltava (Moldavia). A parte turística da cidade compreende o bairro de Praga 1 ou Staré Mešto (cidade velha), algumas partes da Praga 2 ou Nové Mešto (cidade nova) e a região do castelo, do outro lado do rio, conhecida como Malá Strana (Pequeno Bairro).
Caminhar e se perder pelo centro velho, de noite e de dia, também deve entrar no roteiro. As ruazinhas tortas, estreitas com prédios velhos (góticos e medievais) valem uma visita.

[POST ATUALIZADO EM NOVEMBRO/2021]

 

Esse post contém links de afiliados. Cada vez que você fizer uma reserva utilizando os links desse site (sem o uso de app), a empresa repassa uma comissão para o blog! 

 

Informações Básicas

  • Quanto tempo ficar em Praga em Praga?

Em 4 ou 5 dias você consegue passar pelos principais pontos de Praga e entrar em boa parte deles. Nòs ficamos apenas 3 dias e deixamos muita coisa para trás (ok, inverno com filho de 1 ano no carrinho).
Se teu objetivo é apenas passar pelos pontos turísticos sem entrar neles (ou entrar em alguns deles), é possível
fazer este meu roteiro em 3 dias.

Para agilizar sua viagem, adquira dos tickets fura-fila conosco
Temos parceria com a  Tiqets e com a  Get Your Guide.

Salve este post no Pinterest para encontrá-lo quando precisar! 😉

  • Como chegar em Praga?

O aeroporto Internacional de Praga, Václav Havel dista 15 km do centro da cidade (Praga 1). 
Aconselho usar o serviço de carro compartilhado com wi-fi oferecido pela GYG. O serviço custa € 13,95 (preço nov/2021) e conta com uma pessoa que te encontrará no saguão de desembarque e te levará até o veículo e depois até sua acomodação na cidade.
A GYG oferece outros serviços de translado, incluindo carros particulares. Clique aqui para ver mais opções.

No Brasil não existe voo direto para Praga, por isso, antes de comprar tua passagem, pense na possibilidade de fazer um Stopover e conhecer outro país pagando apenas a diferença da tarifa de embarque

 Fazendo Stopover e pagando apenas 1 passagem

Se você já está pela Europa, pode chegar em Praga com  trem. A estação central está a 1,5km do centro velho da cidade e como ela é plana, é possível chegar até o centro caminhando.
Outra possibilidade é chegar
com ônibus. Na Europa existem muitas companhias low cost com preços maravilhosos. Saímos de Praga para Bratislava com a Student Agency e recomendo. A rodoviária também está próxima ao centro (se você é bom de caminhada, consegue fazer isso a pé).

Não se esqueça de fazer o Seguro Viagem

O seguro viagem é obrigatório na Europa. Os países que fazem parte do Espaço Schengen exigem um seguro com cobertura mínima de 30 mil euros e se eles te pedirem e você não comprovar, terá que fazer um seguro na hora ou poderá ser impedido de entrar no país. Faça uma pesquisa com nosso parceiro, a Seguros Promos, usando nosso link. A empresa está sempre oferecendo descontos.

  • Onde ficar em Praga?

Aconselho uma hospedagem perto do centro velho (Praga 1), pois desta forma você ficará perto de tudo e em uma região plana. 
Muita gente recomenta a região ao lado do castelo (Malá Strana) e eu aconselho o trecho chamado Ilha de Kampa, às margens do Rio Moldavia, abaixo da ponte Carlo. Quanto mais perto do Rio e da Ponte Carlos, melhor. Neste bairro tem belas subidas!
Uma
opção econômica é ficar no centro novo (Praga 2), mas como não é tão próxima da parte turística, você acabará dependendo sempre de condução.

Minha sugestão: coloque a data de tua viagem no mapa abaixo e procure a melhor opção de preço! 😉

Clique aqui para espandir o mapa de hospedagem



Criamos, aqui no Turistando.in, diversos posts estilo “mini guias“, com mapas sequenciais. Confira todos aqui: 
Berlim, Lisboa, Paris, Praga, Roma, Santiago (Chile)Veneza, Viena.

 

Circulando por Praga

Dividirei o meu roteiro em 3 bairros: O centro velho (Staré Mešto ou Praga 1), o centro novo (Nové Mešto ou Praha 2) e o bairro do castelo (Malá Strana). Estes roteiros podem ter início nas proximidades da praça principal da cidade (Staroměstské náměstí). Por isso, o ideal seria realmente procurar uma estadia por ali.

Nós o fizemos a pé, com o Léo no carrinho e no inverno, mas não entramos em museus e igrejas. No castelo, entramos apenas na igreja e no palácio Lobkovizc.

Por isso, se você pretende entrar nos lugares, pense em fazer este roteiro em 4 dias e providenciar os ingressos fura-fila (conosco pela Tiqets ou Get Your Guide).

Roteiro com 46 atrações imperdíveis em Praga

1° dia: Circulando pela Staré Mešto (Praha 1) e Bairro Judeu

A Staré Mešto ou Praga 1 é o bairro velho da cidade, no qual também podemos chamar de centro histórico. E é neste trecho que se encontra a grande parte dos pontos turísticos da cidade, como a Velha Prefeitura, com sua torre panorâmica e o relógio astronômico. A curiosa igreja gótica escondida por casinhas lindas, o monumento ao reformista Jan Hus e também a igreja em estilo barroco-rococó de São Nicolau.

Para este 1° dia de teu roteiro, sugiro conhecer:

Clique para ampliar

1) Praça da cidade velha (Old Town Square – Staroměstské náměstí)

A Staroměstské náměstí, a ou Old Town Square (sei que esse “ou” deveria estar em português, mas é como vocês acharão o local no mapa) é a praça principal da cidade e sugiro começar aqui o dia. Além da beleza de suas construções, muitos dos pontos turísticos da cidade estão aqui. Vale a pena apreciá-la.

A Old Town Square com a Torre da velha prefeitura (Old Town Hall) ao fundo

2) Prefeitura da cidade velha (Old Town Hall – Staroměstská radnic)

Em um dos lados da praça Old Town Square (lado oposto à igreja Nossa Senhora de Tyn) está o prédio da velha prefeitura (Old Town Hall em inglês), com sua bela torre.
É nesta torre que podemos apreciar o relógio astronômico, mas é também de seu topo que temos uma bela vista da cidade. Aconselho vivamente subir até seu topo.

3) Igreja Nossa Senhora de Tyn (Kostel Matky Boží před Týnem)

Duas construções enfeitam essa praça e uma delas é a imensa igreja gótica de Nossa Senhora de Tyn, com as suas torres de 80m de altura (a noite ela fica muito iluminada).
O curioso é que esta igreja é cercada por casas e a melhor imagem que temos dela é subindo na Torre do relógio.

Roteiro de 3 dias em Praga
Nessa foto conseguimos ver ao fundo a igreja de Tyn, parte da praça e a torre da prefeitura.

Foto de Alex DROP

4) O relógio astronômico (Staroměstský orloj)

Foto de Zooka Yung

Se você está nesta praça e viu muita gente ao lado da torre da antiga prefeitura, é porque estão todos olhando o relógio astronômico (orloj), da era medieval. Além de ser um relógio bonito e bem curioso, diria vale a pena perder um pouquinho de tempo o apreciando, principalmente quando estiver para bater um novo horário. Ocorre uma curiosa animação!

Ele é composto de um mostrador astronômico, representando a posição do Sol e da Lua no céu, além de mostrar vários detalhes celestes; da “Caminhada dos Apóstolos”, um show mecânico representado a cada troca de hora com as figuras dos apóstolos e outras esculturas com movimento; e um mostrador-calendário com medalhões representando os meses (através do zodíaco).

Para garantir seu ingresso sem pegar fila, o antecipe via Tiqets ou GYG.

Fiz um texto falando sobre todos os monumentos dessa praça e mais alguns outros ao redor. De uma olhada:
Conhecendo a Old Town Square em Praga.

 

5) O bairro judeu (Josefov) de Praga

Da praça central (Staroměstské náměstí) entramos no bairro judeu, com diversas sinagogas (ficamos pouco tempo na cidade e acabamos não entrando em nenhuma, mas passamos por perto de algumas).

Comece teu roteiro por trás da igreja de São Nicolau, bem ali na praça da cidade velha e veja onde era a 6) casa natal de Franz Kafka e siga a rua Maiselova.
Foto de Katherine Hala

Somente nesta rua você (Maiselova) encontrará 3 sinagogas, mas muitas na região. Então, para agilizar nosso roteiro, sigamos essa ordem:
7) Sinagoga Espanhola, que abriga o 8) Museu Judaico. Aqui você verá também um dos 9) monumentos à Franz Kafka.

Na sequência, vá sentido 10) Velha-Nova Sinagoga. Nessa parte também estará a 11) Prefeitura Judaica de Praga e a 12) Alta Sinagoga.

Siga adiante para ver a 13) Sinagoga Maiselova, a 14) Sinagoga de Pinkas, um espaço dedicado à memória das vítimas do holocausto e ao lado, o 15) Cemitério Velho Judaico (Starý židovský hřbitov).

Acima mostro o roteiro meio corrido, mas fiz um post exclusivo sobre esse bairro. Ah… e também um com os monumentos de Franz Kafka pela cidade:

Josefov, o bairro judeu de Praga
Seguindo Franz Kafka pelas ruas de Praga

Antes da pandemia dava para comprar alguns tours pela Tiqets ou Get Your Guide que incluem as entradas fura-fila para as sinagogas. Neste momento (nov/2021), apenas a Tiqets està vendendo Bilhetes para Monumentos do Bairro Judeu + Visita Guiada, com a opção em Italiano, Espanhol, Inglês, Francês, Russo, Checo, Alemão.
A GYG vende diversas opções e colocarei algumas abaixo, mas você pode verificar todos neste link.

 

Pontes do Rio Moldavia e o Pražský metronom (Metrônomo)

Do bairro judeu você pode chegar até a 16) Ponte Mánesův, que te oferece outra visão do castelo e uma rota até ele (o caminho é por uma rampa com alguns lances de escada. Parece ser bem sussa). Mas não é esse caminho que faremos!

Daqui, podemos seguir sentido a ponte Carlos, mas se você tiver um tempinho, volte lá para  o bairro judeu e circule pela rua Pařížská (ela começa na Praça da Velha cidade), a “Oscar Freire” praguense (rs – ou melhor, a Champs-Élysées, visto que sua tradução é Rua Paris), você chegará até à ponte 17) Čechův most.

O metrômetro beeeeem lá ao fundo (clique na foto para ver como ele é)

Atravessando essa ponte e seguindo reto, você pode chegar até o 18) gigantesco metrônomo que foi construído onde em um passado havia uma gigantesca estátua de Stalin, dinamitada anos após a sua inauguração (veja aqui como era).
Além de uma super-visão panorâmica da cidade, de lá você consegue ver o rio Moldavia com suas pontes.

O post ainda não acabou, mas que tal nos ajudar sem gastar nada?

As empresas abaixo nos repassam parte da comissão para nós. Se nosso conteúdo te ajudou, programe sua viagem conosco, usando os links abaixo (não use o app) .

Passagem Aérea: Passagens PromoHospedagemBooking; Bilhetes Fura-Fila, passeios e atrações: Tiqtes, Get Your Guide; Seguro Saúde: Seguros Promo;  Chip de celular Internacional: Viaje Conectado;

19) A Ponte Carlos (Karlův Most ou Charles Bridge)

Resumo a cidade de Praga em 3 pontos turísticos obrigatórios (para quem inventa ver a cidade em poucas horas): O complexo do castelo, o complexo da Praça da Velha Prefeitura e a Ponte Carlos (Karlův Most), com suas 30 esculturas religiosas. Essa ponte liga a cidade velha ao bairro de Malà Strana (que nos leva ao castelo) e sua beleza é graças às esculturas presentes e às duas torres em cada extremo.


Ela é tao linda e curiosa, que fiz um post especifico sobre ela:
Visitando a ponte Carlos em Praga

20) A Clementinum e a biblioteca nacional

Terminando o roteiro desse 1° dia, entre a ponte Carlos e a praça da cidade velha se encontra um complexo de prédios conhecido como Clementinum e que infelizmente não conseguimos achar um tempo para visitá-lo. Neste local havia uma capela à São Clemente, que virou um monastério e tornou-se um colégio jesuíta em 1556. O colégio permaneceu até 1773, quando foi transformado em observatório, biblioteca e universidade.
Atualmente, os prédios abrigam a Biblioteca Nacional, considerada uma das mais lindas do mundo.
A visita é feita apenas com guia que ocorrem de meia em meia hora a partir das 10h. O fechamento depende do mês. Veja mais info no site oficial.

Foto de BrunoDelzant

Faça o seu Seguro Viagem com desconto conosco





A Seguros Promo é nossa parceira. Ao comprar seu seguro viagem aqui no Turistando.in (clicando nas imagens ou neste link), ganhamos uma parte da comissão

2° dia: Bairro de Malà Strana e o Castelo de Praga

O nosso segundo dia começará pela ponte Carlos (Karlův Most ou Charles Bridge). Ao cruzá-la, você chegará ao bairro de Malá Strana ou pequeno bairro. Como disse no roteiro do dia anterior, existem duas torres em cada extremo. No caso desta ponte,  não deixe de apreciar a torre também deste lado

Roteiro pela ilha de Kampa

21) Ilha de Kampa

Olhando distraidamente o mapa, não dá para perceber, mas existe um trecho, bem abaixo da ponte Carlo, chamada Ilha de Kampa. Aumente o mapa e preste atenção: é um longo trecho entre o Rio Moldavia e um riozinho menor chamado Čertovka, que divide um trecho da cidade, transformando este trecho em “ilha”.

O bom deste trecho é que as ruas são planas e suas casas, graciosas. Porém, não deve ser nada econômico se hospedar por aqui.

Foto de charley1965

Para passear pela ilha de Kampa, você terá que descer uma pequena escadaria presente na ponte antes da mesma acabar (do lado esquerdo de quem atravessa). Estando na ilha de Kampa, você tem dois caminhos: pegar o túnel da Ponte Carlo à direita e ir até o Museu Kafka ou pegar à esquerda e ir para o muro de Lennon e o parque Kampa.

22) Museu de Kafka e a rua mais estreita de Praga

Muita gente vai até o Museu Kafka para ver a estátua com dois homens fazendo xixi no mapa da Rep. Tcheca, mas se você gosta de literatura, não deixe de visitar.

Para chegar até lá, passe por baixo da ponte, siga a rua até o fim e vire à direita na rua U Lužického semináře. No final da rua está o museu Kafka e logo na entrada podemos ver a tal estátua….

Porém, antes de chegar a este museu, se encontra a tal 23)Rua mais estreita de Praga”. Bom, a descobri devido ao Google Maps e achei um post interessante que conta a história desta rua, que é uma viela para chegar até um restaurante com vista para o mar.

Foto de DonnainFlorida

Agora retornaremos para a ponte Carlo e seguiremos para o lado oposto:

Retornamos àquela escadaria da ponte e continuaremos a rua Kampa pelo lado esquerdo. Entraremos na 1° a direita (rua Hroznová) e após a curva, pegaremos a 1° a direita novamente para passar por cima de um riozinho (sobre uma ponte chamada “Ponte do Amor”). Logo em seguida você verá o muro de Lennon.

24) Muro de Lennon (Lennonova zeď)

O muro de Lennon em Praga nada mais é que uma parede grafitada com frases que expressam a paz e a liberdade (e muitas das frases são retiradas das canções de Lennon). Se deu início ainda quando a Rep. Tcheca era Tchecoslováquia e fazia parte da URSS em protesto contra o comunismo. Se acentuou com a morte do cantor e anos mais tarde com a queda do muro de Berlim.

Foto de Laura Lafond

25) Parque Kampa

Antes de acabar essa ilhota, temos o Parque Kampa, com o museu Kampa e as dez esculturas dos bebês gigantes, feito por David Cerny (o mesmo do Kafka moderno). Procure também o Moinho do Grande Prior, com sua roda de 8 metros de diâmetro.

26) Parque do monte Petřín

Após o Kampa Park se encontra o monte Petřín, que por estar a 140m do nível do rio, nos oferece uma ótima visão da cidade. O monte acaba sendo um parque e nele podemos ver:

27) Monumento às vítimas do Comunismo

Na entrada, bem na base desta coluna, constituído de várias escadas, se encontra o Monumento às vítimas do Comunismo, composto por uma série de estátuas que homenageiam as vítimas do comunismo na ex Tchecoslovàquia, no período entre 1948 e 1989.

Foto de David Seibold

28) Torre Petřín

Na parte mais alta do parque se encontra uma torre a la Torre Eiffel. Ela fora construída 2 anos após a famosa de Paris. Com 63,5m, oferece um belo mirante da cidade. Para chegar até lá, você pode pegar um trenzinho (funicular).

Foto de Patrick Müller

Vamos agora voltar para a Ponte Carlos e seguir o outro lado?

Sim, porque ainda não acabou as atrações deste lado da cidade. Suba aquelas escadinhas e termine de passear pela ponte. Como disse anteriormente, em seu final há outra torre.

Roteiro para o castelo

Siga aquela ruazinha reta e você sairá na praça principal deste bairro, a 29) Malostranské náměstí. A igreja que se vê ao fundo é a igreja de São Nicolas (Kostel sv. Mikuláše). Essa igreja é o segundo maior templo da cidade (perdendo para a Catedral de São Vito, dentro do castelo), considerada o maior expoente da arquitetura barroca da Europa Central.

Foto de David Seibold

A partir deste momento, quisemos nos perder pelas vielas até chegar ao castelo, a parte mais alta da cidade.

30) Castelo de Praga – (Pražský hrad)

O Castelo de Praga é a atração turística mais procurada na cidade e se encontra na parte alta deste bairro.
Por isso, para chegar até lá tem que subir uma ladeirinha! Nada absurda (subimos carregando o carrinho do Léo). Tem um bonde que faz esse caminho (o n° 22) e se você não quiser subir, pode pegá-lo. 

Outra opção é comprar o bilhete combinado do Castelo com o ônibus Hop on Hop off, que oferece 3 linhas pela cidade de Praga e passa por praticamente todos os pontos.

Visitar o castelo é uma experiência interessante, mas antes de entrar apreciem a vista da cidade do lado de fora!
As atrações presentes neste complexo são:
31) A Troca da Guarda
32) Catedral de São Vito, São Venceslau e Santo Adalberto (Katedrála sv. Víta, Václava a Vojtěcha)
33) Antigo Palácio Real (Starý královský palác)
34) Basílica de São Jorge (Bazilika sv. Jiří)
35) A viela de ouro ou Golden Lane (Zlatá ulička)

Para tudo isso, tenho um post redondindo: Passeando pelo castelo de Praga

36) Palácio Lobkovizc (Lobkowiczký palác)

Outro local no castelo onde vocês poderão apreciar a vista (e quem sabe tomar um café) é no terraço do bar/restaurante do palácio Lobkovizc. Nada ali é barato, mas vale a pena pela vista.

Também visitamos este palácio, que conta com um belo museu, com peças e instrumentos originais de grandes da música clássica e presenciamos um concerto (com o Léo a tiracolo). O post sobre nossa visita se encontra abaixo:

Palácio Lobkowicz dentro do castelo de Praga

Bilhetes fura-fila:
* Palácio Lobkowicz + áudio-guia: pela Tiqets e pela Get Your Guide
* Palácio Lobkowicz + Midday Classic Concert: pela Tiqets e pela Get Your Guide

Foto de Warren LeMay

Para não pegar uma longa fila, compre o bilhete fura-fila via Tiqets ou GYG

O post ainda não acabou, mas que tal nos ajudar sem gastar nada?

As empresas abaixo nos repassam parte da comissão para nós. Se nosso conteúdo te ajudou, programe sua viagem conosco, usando os links abaixo (não use o app) .

Passagem Aérea: Passagens PromoHospedagemBooking; Bilhetes Fura-Fila, passeios e atrações: Tiqtes, Get Your Guide; Seguro Saúde: Seguros Promo;  Chip de celular Internacional: Viaje Conectado;

3° dia: Praha 1 + Bairro de Nové Mešto (Praha 2)

A Nové Mešto (Praha 2) ou bairro Novo está ao lado do bairro antigo. O hostel que nos hospedamos (o Ahoy!), por exemplo, estava no encontro desses dois bairros e a estação de trem é o seu início.

Para este roteiro, irei iniciar novamente na Old Town Square (Staroměstské náměstí), pois no roteiro do 1° dia ficou faltando o outro lado e é para ele que iremos.

Perceberam que meu Gmaps está em italiano, né? E ainda misturado com inglês! hahahahaha

37) Stavovské divadlo (Teatro Nacional)

Saindo da praça, vamos até a Teatro Nacional (Stavovské divadlo – tradução literal seria estatal, mas não sei se este teatro pertence ainda ao estado).

Foi neste teatro, construído no século XVIII, que Mozart apresentou pela 1° vez, em 1787, a ópera Don Giovanni. Por conta disso há, na frente do teatro, uma escultura de Anna Chromý chamada Il Commendatore, um dos personagens da peça.

Foto de Al Case

38) Torre da Pólvora (Prašná brána) e a 39) “Casa Municipal” (Obecní dům)

Seguindo em direção à estação central de trem encontramos a “torre da pólvora” (Prašná brána) que marca a entrada da Staré Mešto. Essa torre foi construída em 1475 para ser uma das portas da cidade.

Bem ao lado fica a Obecní dům, ou “casa municipal“, um prédio belíssimo, em estilo art nouveau, construído no começo do século XX.

Fotos de Al Case e mobilix

40) Ópera Nacional (Státní opera) e 41) Museu Nacional de Praga (Národní muzeum)

Mais à frente, após à estação central de trem, passaremos por 2 prédios magníficos: Primeiro é a Ópera Nacional, a companhia de ópera e balé de Praga, uma das mais importantes companhias da Europa.


Mais adiante, veremos o prédio neorrenascentista do Museu Nacional de Praga (Národní muzeum), um dos principais museus de Praga.

Fotos de chialinshih e Damian Okrasa

Ainda não chegamos ao fim, mas que tal reservar um hotel aqui pelo blog?

O Booking também nos repassa uma comissão pelas reservas efetuadas através dos links do blog. Para isso, criei abaixo um mapa da cidade de Praga para você achar o melhor preço na melhor localização.

Para ver o mapa, clique aqui

42) A Praça Venceslau (Václavcské náměstí)

O Museu Nacional de Praga está em frente à outra praça principal da cidade, a Praça Venceslau (Václavcské náměstí), homenagem à Venceslau I, duque e santo padroeiro da Boêmia. Essa praça tem uma forma curiosa, meio ovalada e comprida, com 750 m de largura e com uma área total de 45.000 m2. Por seu formato (e talvez pela quantidade de prédios comerciais que a envolvem), é local para manifestações públicas e foi também onde a Tchecoslováquia, em 1918 declarou-se independente do império Austro-Húngaro!
Também foi em um destes prédios que Franz Kafka trabalhou.

Foto de Kirk K

Outro evento importante que a envolveu: foi aqui que Jan Palach, um estudante de filosofia, se pôs fogo, em sinal de protesto contra a opressão sócio cultural imposta pela URSS, dando início à Primavera de Praga. E o que mais tem de importante por Nové Mešto?

Mas esse é apenas um trecho do Nové Mešto. O maior trecho se encontra do lado oposto a esse roteiro, porém com poucos pontos turísticos.


Voltando à praça Venceslau, podemos seguir para o outro lado, pegando a rua Národní para ver a incrível 42) escultura moderna de Franz Kafka, que se movimenta. Explico melhor no meu texto sobre as esculturas de Franz Kafka pela cidade de Praga

Continue essa rua até o seu final, perto do rio. Você verá o 43) teatro não-verbal Laterna magika, que oferece apresentações artísticas compreensíveis para quaisquer pessoas e de qualquer nacionalidade, pois são silenciosas.

No cruzamento com a Národní e a Masarykovo Nábřeží está o belíssimo prédio do 44) Teatro Nacional ou Národní Divadlo (não confunda com o teatro na Staré Mešto, que tem como nome original Teatro Estatal), o teatro de ópera da cidade.

Deste ponto, caminhe pela calçada que contorna o rio e, se quiser e tiver tempo, dê um pulo na ilha Slovanský, ou siga reto até ver e fotografar a curiosa 45) Dancing House.

Suba a rua da Dancing House (Resslova) e você verá o triste 46) Memorial nacional dos heróis do terror de Heydrich.

No final da Resslova está a Praça de Carlos ou Karlovo náměstí, uma das maiores praças da cidade, fundada em 1348. Ao lado da praça está o prédio da prefeitura da nova cidade.

Foto de Ignacio Ferre Pérez

 

Onde comemos em Praga

Como ficamos no hostel, jantamos por lá, mas os almoços fizemos na rua. Primeiro fomos no restaurante “U Tří zlatých lvů“, na rua de trás do Ahoy!.


Além de ter bom preço (média de 6€ os pratos), eles davam descontos para os mochileiros do Ahoy!.
O preço, o atendimento e a comida eram realmente bons, mas o que nos surpreendeu positivamente é que no local onde hoje é o restaurante, foi residência do Mozart!!!! E dos locais que comemos, esse foi o mais em conta. Ali conhecemos o famoso Goulash con dumplings e também pedimos uma porção de costela assada.

Almoçamos em outro indicado pelo hostel, o Kolkovna Savarin, bem maior e com espaço kids. O valor era um pouco maior que o primeiro que fomos, mas ganhamos um chop extra cada um (por causa do hostel).
Ali comemos o famoso Goulash con dumplings e também joelho de porco.

Por fim, decidimos comer em um restaurante dentro de uma abadia perto do castelo. Haviam nos indicado o Klášterní pivovar Strahov, por ser bom e barato, mas erramos o caminho (hahahaha) acabamos entrando no Restaurant Peklo. O lugar era interessante (em uma gruta subterrânea), que servia cervejas artesanais deliciosas (principalmente a com blueberry), pratos caros e pouco servido. No entanto, acabei de ver que o local fechou permanentemente durante essa pandemia. 

Doce de rua impronunciável, mas delicioso!

Gostou do post? Que tal nos ajudar sem gastar nada?

Quer nos retribuir sem gastar nada? Programe sua viagem usando um de nossos links de afiliados, pois, parte da comissão vem para nós e é isso que nos ajuda a manter o blog sempre atualizado. Quando for reservar teu hotel pelo Booking, não use o navegador ou um app. Use um de nossos links aqui no blog (no post ou na lateral). E se tiver que cancelar, volte aqui para remarcar .

Mostre o mapa de reservas

Você também nos ajuda quando compra uma passagem aérea, quando aluga um carro, compra um chip internacional ou reserva algum ingresso online pela Tiqtes ou pela Get Your Guide. Você fura as imensas filas, não perde seu tempo e nos dá uma super força.

E não se esqueça de seu Seguro Saúde. Temos parceria com a Seguros Promo. Eles oferecem uma boa gama de seguradoras e valores mais baixos para o seu seguro. Usando o cupom TURISTANDOIN5, você pode obter até 10% de desconto.

Aproveite e siga o Turistando.in nas redes sociais e clique no círculo abaixo para salvar este post no Pinterest:

Pin do Pinterest [jetpack_subscription_form title=”” subscribe_text=”” subscribe_button=”Clique aqui”]

1.6kfãs
1kfãs
27.1kfãs
4.7kfãs

About Juliana (www.turistando.in)

Mãe do Léo, professora de italiano e apaixonada pelas maravilhas do mundo. Viajaria mais se o dólar estivesse mais baixo!

17 thoughts on “O que fazer em Praga em 3 dias – 46 atrações imperdíveis (com mapa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *